Pai e madastra são condenados por morte de menino Bernardo

O médico Leandro Boldrini, pai do menino Bernardo, e a enfermeira Graciele Ugulini, madrasta do garoto, foram condenados a mais de 30 anos de prisão cada pela morte da criança, ocorrida em abril de 2014, quando ele tinha apenas 11 anos. Também foram considerados culpados uma amiga de Graciele, Edelvânia Wirganovicz, e o irmão dela, …

Pai e madastra são condenados por morte de menino Bernardo (Repórter Diário)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *