Até quando vamos esperar?

Duas mil pessoas encaram, diariamente, uma fila que pode durar horas na busca de um direito básico, o acesso ao medicamento que precisa. Há anos que a região cobra a descentralização da distribuição dos remédios de alto custo do Estado, porém sempre acontece algo para impedir que a proposta possa deixar de ser uma ideia. …

Até quando vamos esperar? (Repórter Diário)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *