Moeda Verde chega ao Morro do Kibon e deve beneficiar 5,4 mil moradores

Fotos: Divulgação/Semasa

 

Na estreia do programa na comunidade, 158,6 kg de recicláveis foram entregues pela população

O Moeda Verde chegou ao Morro Vista Alegre, o Morro do Kibon, na tarde de ontem, quarta-feira (31), cumprindo mais uma etapa de expansão do programa de Santo André que troca resíduos recicláveis por alimentos. No Kibon, a expectativa do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e da Prefeitura é beneficiar ao menos 5,4 mil moradores direta e indiretamente, com uma comunidade mais limpa e uma alimentação mais saudável para a população.

Na estreia do programa na comunidade, foram entregues 158,6 kg de recicláveis. Uma das moradoras mais empolgadas era Vera Lúcia Sella, que conseguiu levar para casa 10 kg de maçãs. “Só quero maçãs porque vou distribuir para as crianças carentes do bairro”, afirmou a funcionária pública aposentada. Além de maçãs, o Moeda Verde entregou nesta quarta no Morro do Kigon abobrinhas, espinafre, alface e escarola.

“Tem muita gente passando fome no mundo e por isso eu resolvi vir. Consegui copinhos e latinhas”, contou a pequeno Kayo Rodrigo, de apenas 8 anos, que fez questão de levar suas sacolinhas com recicláveis ao ponto de troca do Moeda Verde instalado na comunidade.

A moradora Mônica Valério também conseguiu maçãs, abobrinhas e alface. “Achei o programa ótimo para nós”, afirmou. Outra moradora do local, Ariane Fernandes, contou que foi fácil reunir os recicláveis. “Trouxe muita caixa de leite e garrafa pet, que peguei em uma semana”, explicou. O Morro Vista Alegre é a quinta comunidade que recebe o Moeda Verde em Santo André. Além do Kibon, o programa está nos núcleos Ciganos, Capuava, Jardim Cipreste e Eucaliptos.

Desde novembro de 2017, quando foi implantado na cidade, quase 40 toneladas de recicláveis foram entregues pela população, que recebeu em troca 8 toneladas de alimentos hortifrúti frescos. A cada 5 kg de recicláveis entregues, o morador pode escolher na hora 1 kg de alimento fresco.

Em setembro, o prefeito Paulo Serra anunciou a expansão do programa, que até o final do ano beneficiará direta e indiretamente 35,6 mil pessoas, ao chegar em mais duas regiões: Favelinha do Amor e Nova Esperança, em novembro; e Jardim Cristiane e Gaturama, em dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *