Diocese de Santo André recorda legado de padres vítimas da Covid-19

A Diocese de Santo André celebra nesta sexta-feira (25/06), às 19h30, na Catedral Nossa Senhora do Carmo (Centro de Santo André), a Santa Missa de Exéquias em memória das mais de 500 mil vítimas da Covid-19 no país, entre elas, quatro padres que atuaram durante décadas na região do ABC e partiram para a Casa do Pai nestes tempos de pandemia.

A missa será presidida pelo bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini. A transmissão acontecerá pelas mídias diocesanas: Facebook: https://bit.ly/35YfmwA e YouTube: https://bit.ly/2zHgOqU . Recordamos o legado desses homens de Deus, no serviço aos mais necessitados e levando o evangelho a todos.

Pe. José Raschelle
Pe. José (Giuseppe) Raschele nasceu na pequena comuna de Mori, na província de Trento, norte da Itália. Tornou-se diocesano em 7 de janeiro de 1965. Em Ribeirão Pires, Pe. Raschele manteve e construiu diversas igrejas: Sant’Ana (onde atuou durante 43 anos), São Francisco de Assis, Santa Rita, Sagrado Coração de Jesus, Santa Luzia e Nossa Senhora Aparecida da IV Divisão.
Completaria 65 anos de sacerdócio no próximo dia 22 de julho. Pe. José Raschele faleceu aos 96 anos, no dia 31 de julho de 2020, em Ribeirão Pires (SP), por complicações da Covid-19.

Leia mais: Pe. José Raschele: Uma vida de coragem dedicada a Deus

Pe. José Roldan
Nascido na Espanha, Pe.José Antônio Roldan Aranaz chegou à Diocese de Santo André no início da década de 1960.
Se tornou um grande propagador da devoção à Nossa Senhora Aparecida, onde foi pároco da paróquia e posteriormente reitor do Santuário dedicado à Padroeira do Brasil, no Bairro Paulicéia, em São Bernardo, onde ficou até os tempos em que se tornou emérito, dedicando mais de quatro décadas de seu sacerdócio no desenvolvimento da comunidade e do local de culto à Mãe de Deus.
Pe. Roldan completou 70 anos de ordenação presbiteral em  maio de 2020 e faleceu aos 95 anos, no dia 11 de dezembro de 2020, em Maringá (PR), por complicações da Covid-19.

Leia mais: Padre José Roldan: o legado do homem de Deus que serviu e amou o próximo

Pe. Sante Collina
Nascido e criado na Itália, Pe. Sante Collina deu seus primeiros passos rumo ao sacerdócio no país.
Aos 11 anos entrou no seminário da Diocese de Imola. Após ordenado, com o Projeto Igrejas Irmãs, veio para a Diocese de Santo André, em 1980, onde serviu como muito esmero por 40 anos nas Paróquias São Geraldo Magella e Jesus de Nazaré, ambas em São Bernardo do Campo.
Após 56 anos de sacerdócio, Pe. Sante foi acometido por uma pneumonia e testou positivo para a Covid-19, não resistindo ao enfraquecimento da função pulmonar. Faleceu aos 81 anos, no dia 14 de janeiro de 2021, em Castel Bolognese, na Itália, onde morava desde 2020.

Leia mais: Pe. Sante Collina: missão cumprida em prol da Igreja, povo de Deus

Pe. José Aguirre
Conhecido como “padre construtor”, Pe. José Aguirre Suberviola nasceu na Espanha, mas construiu toda a caminhada sacerdotal ao lado do povo diocesano na região do ABC, principalmente na Paróquia Santa Maria, em São Bernardo, no Bairro Demarchi, em São Bernardo do Campo, onde permaneceu de 1977 a 2013. Na cidade teve intensa atividade pastoral, levando ao povo, formação religiosa, quer em igrejas, escolas ou garagem de moradores.
Pe. José Aguirre completaria 60 anos de ordenação presbiteral no próximo dia 9 de julho. Faleceu aos 83 anos, no dia 20 de abril de 2021, vítima de parada cardíaca por complicações da Covid-19, em São Bernardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *