Cooperativa inaugura 57ª unidade com testes p/ diagnóstico da Covid-19

Seguindo seu plano de expansão, a Coop – Cooperativa de Consumo inaugurou nesta manhã (28 de maio), a 57ª drogaria da rede, localizada na Avenida D. Pedro II, 1861 – Bairro Campestre – Santo André.

A grande novidade do espaço é a venda e aplicação dos testes rápidos para diagnóstico da Covid-19, com agendamento prévio para evitar aglomeração de pessoas. O teste rápido é feito a partir de uma amostra de sangue e avalia o nível de anticorpos no organismo da pessoa. O resultado pode ser lido pelo farmacêutico em até 20 minutos e por determinação regulatória, todos os testes realizados serão  reportados ao Ministério da Saúde. A nova drogaria também está autorizada a vender medicamentos controlados.

Com investimentos de R$ 760 mil, a nova unidade possui 175 metros quadrados de área de atendimento e mix de 9,5 mil itens, entre medicamentos, perfumaria e dermocosméticos, serviços de aplicação de injetáveis, aferição pressão, glicemia, colocação de brinco e atendimento farmacêutico em tempo integral.

Em razão do aquecimento do segmento por conta da maior expectativa de vida do brasileiro e pela constante preocupação das pessoas com a saúde, o segmento farma tem merecido atenção especial da Coop. Em 2019, fechou o exercício com crescimento de 18% em relação ao período anterior.

Somente no ano passado, a Cooperativa investiu R$ 4,3 milhões em cinco drogarias, sendo duas unidades em São Bernardo do Campo, uma em São Caetano do Sul, uma em Mauá e uma em Santo André.

Sobre a Coop: com 65 anos de fundação, é considerada a maior cooperativa de consumo da América Latina, possui mais de 850 mil cooperados ativos, cerca de 6 mil colaboradores diretos, 32 lojas de supermercados, sendo 24 no Grande ABC, uma em Piracicaba, três em São José dos Campos, duas em Sorocaba e duas em Tatuí, três postos de combustíveis e 57 drogarias.

Por ser uma cooperativa, seu principal objetivo é oferecer os melhores serviços a preços justos, além de reverter benefícios a seus cooperados e à comunidade, a exemplo do ciclo de palestras gratuito; programa de saúde e qualidade de vida; programas educacionais voltados aos estudantes da rede pública e particular e doações para entidades beneficentes das cidades onde conta com unidades de distribuição.

Créditos: Guilherme Balconi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *