Cooperativa suspende reajuste anual de medicamentos

Seguindo o compromisso social e a responsabilidade com a comunidade, a Coop – Cooperativa de Consumo decidiu não repassar o reajuste anual nos preços dos medicamentos, que acontece no mês de abril pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos. Neste ano, o reajuste está previsto entre 3,15% e 5,13%.

Tal medida de manter os valores por tempo indeterminado foi tomada porque a Drogaria Coop entende que este é o momento de estender a mão e de diminuir os impactos econômicos sobre os cooperados e clientes neste cenário de grandes desafios.

“Queremos que nossos cooperados e clientes continuem economizando com os preços da Drogaria Coop, mesmo se o governo aumentar os valores dos medicamentos. Nossa intenção é cooperar nesse momento de incertezas, fazendo com que os preços dos medicamentos sejam uma preocupação a menos para a nossa comunidade. ”, explica Eduardo Pereira dos Santos, vice-presidente executivo de drogarias.

Sobre a Coop: atualmente, é considerada a maior cooperativa de consumo da América Latina, possui mais de 850 mil cooperados ativos, cerca de 6 mil colaboradores diretos, 32 lojas de supermercados, sendo 24 no Grande ABC, uma em Piracicaba, três em São José dos Campos, duas em Sorocaba e duas em Tatuí, três postos de combustíveis e 56 drogarias.
Por ser uma cooperativa, seu principal objetivo é oferecer os melhores serviços a preços justos, além de reverter benefícios a seus cooperados e à comunidade, a exemplo do ciclo de palestras gratuito; programa de saúde e qualidade de vida; programas educacionais voltados aos estudantes da rede pública e particular e doações para entidades beneficentes das cidades onde conta com unidades de distribuição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *