Semasa elimina mais seis pontos de descarte irregular de lixo em Santo André

Locais foram requalificados e vão gerar economia de recursos à autarquia de mais de meio milhão de reais por ano

Santo André, 17 de novembro de 2020 – Em continuidade ao trabalho de redução de pontos de descarte irregular de resíduos e requalificação de espaços urbanos da cidade, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) conseguiu eliminar mais seis locais que recebiam ações constantes de despejo ilegal de resíduos.

Para isso, a autarquia contou com o apoio da Prefeitura de Santo André, que realizou diversas benfeitorias em cinco pontos, e da Sabesp, que efetuou a revitalização dos arredores de um dos locais.

Os pontos eliminados estavam localizados na rua Asa Branca (Jd. Alzira Franco), com revitalização da área e implantação de um parque linear no local; travessa Paula Souza X rua Antônio Cubas (Vila Guiomar), com colocação de terra e composto; rua Camilo Castelo Branco (Vila Sacadura Cabral), com construção de uma praça; rua Andradina (Vila Valparaíso); rua Soldado Dorival de Brito X rua Alagoas (Cidade São Jorge); e rua Cazuza (Jardim Santo André), onde foi realizada a construção de uma creche.

Desde o início de 2020, destas seis áreas, o Semasa já havia removido mais de 3 mil toneladas de resíduos que era descartados com frequência. Com a eliminação destes pontos, a autarquia vai economizar mais de meio milhão de reais por ano, dinheiro que era gasto com a limpeza periódica dos locais. Para se ter uma ideia, só o ponto de descarte localizado na rua Camilo Castelo Branco representou um gasto de cerca de R$ 400 mil até setembro deste ano.  

Atualmente, a cidade ainda conta com 50 pontos de despejo ilegal de lixo que são monitorados e limpos pelo Semasa. Destes, sete áreas estão localizadas no Jardim Santo André, bairro com maior número de locais com este tipo de problema. Até setembro, a autarquia já gastou R$ 4,5 milhões para efetuar a remoção de detritos destes pontos.

Vale lembrar que o descarte irregular de lixo é um crime ambiental passível de multa e até mesmo detenção. Em 2020, a Fiscalização Ambiental do Semasa emitiu 62 Autos de Infração Ambiental (multa)  e 11 Advertências Ambientais por problemas relacionados a este tipo de crime ambiental. A multa pode chegar a 10 mil FMPs (Fator Monetário Padrão), o equivalente hoje a R$ 41.306,00. A população pode e deve denunciar esta prática ao Semasa, que conta com o apoio dos moradores para realizar flagrantes. As denúncias podem ser feitas pelos telefones 115, 0800 4848-115 ou 4433-9300, da Central de Atendimento da autarquia, ou pelo site www.semasa.sp.gov.br.


Texto: Paloma Alvarez
imprensa@semasa.sp.gov.br / 4433-9659
Fotos: Divulgação/Semasa e Prefeitura de Santo André

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *