Câmara de São Bernardo do Campo aprova projeto que transforma Faculdade de Direito em empresa pública

Faculdade deixa de ser autarquia; Projeto foi apresentado e votado no mesmo dia, sem discussão com alunos, que acreditam que mudança pode abrir caminho para a privatização. Prefeitura nega.

Um projeto de lei aprovado na terça-feira (15) em votação única na Câmara Municipal de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, determinou que a Faculdade de Direito da cidade, criada há 56 anos, deixe de ser uma autarquia e se torne uma empresa pública. A decisão gerou críticas nas redes sociais.

De acordo com o projeto, de autoria do prefeito Orlando Morando (PSDB), o orçamento da faculdade passa a ser vinculado ao orçamento do município.

Agora, a Prefeitura pode criar novos cursos em áreas como saúde, educação, assistência social e meio ambiente, entre outros.

Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo — Foto: Glauco Araújo/G1

Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo — Foto: Glauco Araújo/G1

Representantes do centro acadêmico da faculdade dizem que o projeto foi apresentado e votado no mesmo dia, sem discussões com os alunos, e que a mudança pode abrir caminho para a privatização da faculdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.