Jornalista é baleado no rosto após reclamar de demora em pet shop em São Bernardo do Campo

Vítima, de 70 anos, foi baleada por guarda municipal, que é dono do comércio, após discussão. Prefeitura de Indaiatuba disse que guarda responde processo judicial e está afastado da corporação desde maio de 2019.

Um homem foi baleado no rosto pelo dono de um pet shop no Centro de São Bernardo do Campo, no ABC, após reclamar da demora na entrega dos cães que deixou no local, na tarde de segunda-feira (1º).

O jornalista Daniel José de Lima, de 70 anos, levou os pets para tomarem banho. Ele retornou ao local 3 horas e meia depois e como os animais ainda não estavam prontos reclamou com a recepcionista.

Em seguida, o proprietário do local, o guarda civil de Indaiatuba Ageu Rosas Galeta, chegou com os cães e disse que o jornalista não precisava pagar porque não o queria. Os dois passaram a discutir, mas a mulher do guarda conseguiu afastá-lo.

O guarda sobe e vai até o segundo andar do pet, pega sua arma e retorna atirando na vítima.

O jornalista foi levado por funcionários do local ao Hospital São Bernardo em estado grave.

O dono do pet shop retirou o disco de gravação do sistema de monitoramento antes de fugir.

O caso foi registrado e é investigado como tentativa de homicídio qualificado no 1ºDP de São Bernardo.

A Prefeitura de Indaiatuba disse, em nota, que “o guarda responde a processo judicial e está afastado de suas funções desde 7 de maio de 2019. Até o momento a Guarda Civil de Indaiatuba não possui informações oficiais e se coloca à disposição da Justiça para auxiliar no que for necessário.”

No entanto, a prefeitura não informou por qual motivo Ageu Rosas Galeta responde a processo judicial.

Fonte:
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/02/02/jornalista-e-baleado-no-rosto-apos-reclamar-de-demora-em-pet-shop-em-sao-bernardo.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.