Maior torre japonesa do Brasil retoma visitações no Grande ABC

Localizada às margens da represa Billings, na cidade de Ribeirão Pires, a Torre de Miroku voltou a receber visitantes em horários reduzidos e respeitando protocolos sanitários e de saúde.

O santuário de 32 metros de altura levou 12 anos para ser erguido é administrado e mantido pelo Templo Luz do Oriente, ligado à comunidade messiânica.

A torre possui cinco telhados utilizando 13 mil telhas, todas esmaltadas com uma tinta trazida do Japão, que contém ouro em sua composição.

Cada um dos telhados representa uma parte do corpo da divindade. O primeiro é a cabeça, o segundo o pescoço, o terceiro o peito, o quarto a barriga e o quinto as pernas, como forma de alicerce.

O complexo possui 75 mil m² de área e reúne, além da maior torre japonesa do Brasil, mini-cachoeira, lago com carpas e um jardim que mescla a beleza das naturezas oriental e ocidental.

O acesso é feito utilizando uma embarcação que possui um dragão dourado na sua proa, simbolizando proteção e purificação da água.

O barco Koryu sai da marina do Tahiti Náutica Club, localizada na avenida Palmira, 450, altura do km 42 da rodovia Índio Tibiriçá (mapa abaixo).

O local está aberto para visitação aos sábados e domingos em horários específicos. O agendamento deve ser feito com antecedência por meio de uma agência de turismo (veja abaixo).

Vale lembrar que a navegação está sujeita às condições climáticas.


Fonte:
https://melhoresviagens.net/1305/maior-torre-japonesa-do-brasil/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *