São Caetano impulsiona economia criativa em ações de fomento à Cultura

A Secretaria Municipal de Cultura de São Caetano do Sul (Secult) vem se estruturando para se tornar, cada vez mais, objeto de ação da sociedade e de seus segmentos, com amparo à liberdade artística. Com foco na movimentação da economia criativa na cidade, em 2021 a Secult realizou uma série de ações, online e presenciais, atendendo mais de 1.200 artistas e técnicos e envolvendo centenas de profissionais nos mais de 40 eventos realizados ao longo do ano.

Segundo a Secretária de Cultura, Liana Crocco, “Trabalhamos em duas frentes para atenuar os efeitos da pandemia no setor: primeiro, com o apoio ao artista local, gerando trabalho e renda aos profissionais do segmento. Segundo, com uma programação especial de atividades artísticas, nas fases mais críticas exclusivamente no formato online. Com o avanço da vacinação, nosso município teve a possibilidade de oferecer o retorno, seguro e gradativo, das atividades ao ar livre com presença de público”, explica.

Foram retomadas a Feira de Artesanato e Gastronomia no Espaço Verde Chico Mendes, as Oficinas Culturais, e diversos outros projetos da Secult interrompidos pelo agravamento da crise sanitária. Em 2021, foram abertos 49 cursos por intermédio do programa Oficinas Culturais, dos quais 32 remotos e 17 com aulas na Estação Cultura, contemplando 758 alunos, 200 nas turmas presenciais, além do programa Bandas e Fanfarras, com aproximadamente 300 alunos.

Cultura na rua

Desde a reabertura das atividades artístico-culturais com público na cidade, em julho, e com o foco na valorização dos artistas locais, mais de 1.200 artistas e profissionais de apoio técnico foram atendidos. Os eventos ao ar livre organizados pela Secult impactaram um público aproximado de 40 mil pessoas, que destinaram mais de 1 tonelada de alimentos ao Fundo Social de Solidariedade nas campanhas de arrecadação, atreladas aos eventos. Reaberto no início de agosto, o Teatro Santos Dumont recebeu mais de 30 espetáculos com bilheteria e um público superior a 6.500 pessoas.

Exemplos da retomada gradativa, com segurança, das atividades culturais com presença de público em São Caetano são os eventos “Cultura ao Ar Livre”, realizados em espaços públicos a céu aberto, como parques (Espaço Verde Chico Mendes, Bosque do Povo, Cidade das Crianças) e praças (Praça dos Imigrantes). A reabertura da Rua de Lazer à população (a Nova Kennedy, revitalizada) passou a oferecer aos domingos diversos projetos de esporte, lazer e cultura, dentre os quais, o “Kennedy Multicultural” da Secult, que contribui com uma programação diversificada: shows musicais, apresentações de dança, aulas abertas de zumba, fit dance, literatura, além do estímulo ao artesanato local e às manifestações artísticas espontâneas, com base na Lei do Artista de Rua (n. 5.578/2017).

Houve também a retomada de programas realizados pela Secretaria de Cultura que haviam sido interrompidos com a chegada da Covid-19, como o Bosque Old Cars (encontro mensal de carros antigos, no Bosque do Povo, que conta hoje com a participação de cerca de 100 expositores em cada edição), o Forró no Chico, entre outros.

Fomento

Os editais de fomento e premiação lançados pela Secult representam especialmente o apoio do poder público ao artista de São Caetano. O investimento, em 2021, soma R$ 525 mil, contemplando centenas de profissionais locais, gerando emprego, renda, inclusão social, revertendo em atrações, gratuitas, para toda a população:

Food Trucks: edital de credenciamento de food trucks, carrinhos e bicicletas gourmet para o comércio de alimentos e bebidas nos eventos realizados pela Secult.

Todos pela Cultura 2: segunda edição do programa Todos pela Cultura. Alternativa de renda e também uma vitrine para os profissionais do segmento afetados pelas medidas restritivas adotadas durante a pandemia. Lançado pelo Concult com aporte proveniente do Fundo Municipal de Cultura (Funcultura).

Arte ao Ar Livre: intervenções e manifestações artísticas em espaços públicos ao ar livre. As performances devem estar em conformidade com a Lei Municipal do Artista de Rua (5.578/2017) e com a programação da Secult. Lançado pelo Concult com aporte proveniente do Funcultura.

Prêmio Lei Aldir Blanc 2021: seleção e premiação de atividades artístico-culturais com recursos remanescentes da Lei Aldir Blanc (n. 14.017/2020) na cidade.

Literatura

Investindo no segmento literário, a Secult deu início ao programa “Literatura no Parque”, com intervenções e atividades voltadas ao estímulo da leitura nos parques da cidade. O evento tem conquistado especialmente o público infantil.

Outra ação com forte engajamento do público foi o Festival Digital de Literatura, iniciado no Dia do Escritor (25/07), e que contou com a participação de 275 pessoas de vários Estados brasileiros, além de Angola, Portugal e Itália. A edição foi encerrada na data em que se comemora o Dia Nacional do Livro (29/10), com o lançamento de duas obras digitais (Voam Palavras), de poemas e minicontos, disponíveis no Portal da Cultura.

A Secult promoveu ainda encontros de escritores, oficinas de literatura e de dramaturgia na Estação Cultura, com mais de 50 participantes. No local também foram lançados dois livros de autores da cidade: “Olhos de Jabuticaba”, de Beatriz Sernagiotto e “A Fera que Habita em Mim”, de S.R. Saldanha.

Memória

Representando a proteção do patrimônio e da memória da cidade, o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental de São Caetano do Sul (Conprescs), órgão colegiado de assessoramento cultural integrante da estrutura da Secretaria de Cultura, deliberou o tombamento do painel de azulejos em cerâmica “Anhanguera”, de autoria de Jayme da Costa Patrão. A peça está instalada na fachada lateral externa da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) “Bartolomeu Bueno da Silva”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *