Projeto integra conhecimento e sustentabilidade na Baixada Santista

Um ambiente criado para momentos de pausa e distração, cujo objetivo é incentivar a prática do reaproveitamento de materiais e a redução de resíduos sólidos, é um dos projetos desenvolvidos por uma universidade na Baixada Santista, litoral de São Paulo, para conscientizar os alunos e a comunidade local que participa de projetos sociais sobre a necessidade de ações voltadas à questão da sustentabilidade.

O Espaço Leitura Livre, localizado em uma área reservada na Unaerp Campus Guarujá, conta com uma biblioteca instalada dentro de uma van, totalmente adaptada para esse fim. Além de oferecer um ambiente para pausa e reflexão, o local serve como incentivo à leitura e ao compartilhamento de conhecimentos, onde é possível ler, levar ou trocar por outros títulos literários.

E como o objetivo é a sustentabilidade, o mobiliário do Espaço Leitura Livre foi concebido dentro do conceito de reaproveitamento. Os antigos estofados da van foram reformados e transformados em poltronas. Além disso, compõem o ambiente quatro poltronas e seis pufes, produzidas pelo ecodesigner Edivan Barradas, a partir de pneus velhos.

Conhecido como mestre Divas, o designer foi escolhido para assinar o projeto devido ao seu trabalho artesanal com pneus usados, que lhe rendeu participações em exposições nacionais e internacionais, inclusive com objetos premiados na Europa, Argentina e Portugal.

Além de manter seu ateliê em Teresina (PI), Dimas lidera o projeto Recriar, ministrando aulas em comunidades carentes para ensinar o ofício e auxiliar na criação de cooperativas de artesãos.

Mestre Divas explica que o conceito empregado não é a reciclagem e sim o reaproveitamento. “É comum que as pessoas confundam com reciclagem, mas reciclar é diferente, é quando deixa a matéria no mesmo ciclo. Quando se corta uma latinha de refrigerante e se faz um porta-lápis, por exemplo, isso é reaproveitar”, destaca.

A ideia de contratar o artesão para compor os móveis do projeto faz parte do compromisso com a sustentabilidade defendido pela Unaerp há muitos anos. Por conta disso, uma parte do recurso investido proporcionou a realização de um curso em Luzilândia, cidade de 22 mil habitantes, localizada a 240 km de Teresina.

Priscilla Bonini Ribeiro, doutora em Tecnologia Ambiental e diretora geral da Unaerp Guarujá, comenta que o campus está em constante evolução e que a intenção é cada vez mais permitir aos alunos e à comunidade local espaços para estimular a vivência do ensino em todos os sentidos. “O Espaço Leitura Livre é um convite à leitura, um local onde se busca conhecimento, inovação, criatividade e novas atitudes. É o ambiente ideal para refletirmos sobre o compartilhamento e a sustentabilidade”, finaliza.

Priscilla Bonini Ribeiro é educadora, pesquisadora, doutora em Tecnologia Ambiental, mestre em Educação e diretora-geral da Unaerp Campus Guarujá.

Foi Conselheira Estadual de Educação de São Paulo por dois mandatos, presidente da UNDIME (União dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado de São Paulo) e ex-Secretária Municipal de Educação em Guarujá (SP).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *