Como evitar lesões nos ombros no retorno à prática esportiva

Com reabertura de parques e academias, especialista comenta cuidados que devem ser adotados para prevenir futuros danos à saúde ortopédica

Após o país vivenciar a segunda onda de contágios ao coronavírus, os protocolos estão mais flexíveis e permitindo a reabertura de alguns serviços não essenciais, por exemplo parques e academias. No estado de São Paulo, desde a fase de transição esses ambientes já estão liberados.

Desde o início da pandemia, pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), alertam para a importância de continuar se exercitando, mesmo que em casa, considerando os benefícios que a prática esportiva traz ao bem-estar e evitando o sedentarismo. Contudo, é necessário ter cuidados com a saúde dos ombros para treinar com segurança e evitar lesões.

Conforme o ortopedista especialista em cirurgia do ombro e cotovelo e sócio da Clínica Larc, Dr. Layron Alves, para retomar a rotina de exercícios com segurança, é imprescindível realizar trabalhos de fortalecimento da musculatura. “A maioria dos esportes tem alta demanda de esforço dos ombros e a articulação dessa parte do corpo é complexa, pois tem a maior amplitude de movimentos, mas o contato ósseo pequeno, então, prevenir essas estruturas é essencial para evitar lesões”, pontuou.

“As lesões de ombros mais comuns na prática de exercícios físicos são luxações, uma torção que atinge a articulação e desloca os ossos de suas posições; tendinites e bursites, geradas pelo esforço repetitivo; ombro do halterofilista, provocada pela sobrecarga na escápula (osso achatado e triangular que fica nas costas e tem função de auxiliar a movimentação desses membros); síndrome do impacto, que é uma inflamação causada por atividades como o levantamento de pesos”, reforça o ortopedista.

Assim, se você pratica algum esporte que depende dos ombros, por exemplo, tênis, natação, basquetebol e vôlei, deve ter atenção especial ao trabalho de fortalecimento dessa região. “Para quem está voltando a se exercitar após a reabertura de academias, a recomendação é ter calma e trabalhar bem o alongamento e fortalecimento da estrutura muscular que sustenta os ombros, pois além de prevenir lesões, essa atitude contribui para melhorar o desempenho do atleta. E, claro, se sentir algum desconforto, procure um médico imediatamente”, finaliza Alves.

Dr. Layron Alves é ortopedista e especialista em cirurgia do ombro e cotovelo, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo (SBCOC). O especialista é preceptor efetivo da residência médica do Hospital Ipiranga SP. Atualmente mestrando e doutorando em Ciências da saúde e membro do grupo de cirurgia do ombro e cotovelo da Faculdade de Medicina do ABC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *