Shinkyo Daiko se apresenta em evento online no domingo

Neste domingo (18), às 16h, os amantes da percussão terão um encontro marcado no “Shinkyo Show”, pelo Youtube e Instagram: @shinkyodaiko. Com vestimenta típica e 11 integrantes na formação para o evento, o Shinkyo Daiko Tambores Japoneses prestará uma homenagem às pessoas que lutam pela vida nesses tempos difíceis de pandemia, levando uma mensagem de esperança, força e fé em meio à muita vibração. As filmagens foram feitas no Teatro Municipal Santos Dumont. A atividade é livre para todos os públicos.

A apresentação foi contemplada no edital de premiação a atividades artísticas e culturais de São Caetano do Sul com recursos da Lei Aldir Blanc (14.007/20). Os tocadores são: Ana Beatriz Miyazaki, André e Eduardo Assalim Vilaça, Beatriz Emy Omasa, Carolina Sayuri Omasa, Giulia Leticia Molina, Gustavo Itiro Nakaoka, Julia Rieko Sonoda Kina, Nathalia Yumi Miyamura, Rafael Eiji Saito e Victor Yuji Sasaki.

Rafael Eiji, integrante do Shinkyo Daiko desde 2007, quando o grupo se instalou no município com o perfil atual, conta que a verba recebida pelo edital da Secult foi essencial para manter os integrantes na ativa nos últimos meses, com a participação no Festival “Aldir Blanc”, organizado pela Secretaria Municipal de Cultura e disponível no Youtube da Secult (SECULTSCS), e a realização do “Shinkyo Show”.

A maior parte dos ensaios foi realizada de maneira remota: “fazíamos os treinos online no Google Meet, cada membro ensaiava sua performance em casa utilizando móveis e utensílios domésticos para imitar o instrumento,” conta Rafael. Nem todos os participantes do Shinkyo Daiko se apresentam juntos (ao todo, são 25 integrantes), cada um pode tocar instrumentos diferentes.

SHINKYO DAIKO

O Shinkyo Daiko tem por objetivos o resgate, a preservação e a divulgação da cultura japonesa por meio da arte do Taiko (significa “tambor grande”), incentivando os jovens para que sejam os maiores porta-vozes desta arte. A sede do grupo fica na Associação Nipo Brasileira de São Caetano do Sul, no Clube Gonzaga.

Conheça os trabalhos aprovados com os recursos da Lei Aldir Blanc em São Caetano pelas redes sociais da Secult: facebook.com/agendaculturalscs, instagram.com/secultscs e youtube.com/secultscs, ou por meio do Mapa Cultural: mapacultural.saocaetanodosul.sp.gov.br/projeto/3845.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *