Santo André e São Bernardo, na Grande SP, criam toque de recolher e suspendem transporte coletivo das 22h às 4h

Objetivo das novas restrições, em vigor a partir da próxima segunda (31), é combater o aumento de casos e mortes por Covid-19 na região. Toque de recolher estadual em vigor atualmente é maior, das 21h às 6h, mas não é fiscalizado na prática.

As prefeituras de Santo André e São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, anunciaram nesta quinta-feira (27) a criação de um toque de recolher contra o coronavírus a partir da próxima segunda (31).

O horário de restrição vai das 22h às 4h, todos os dias, e neste período não vai haver circulação de transporte público municipal. O objetivo é diminuir a circulação de pessoas no período noturno. A medida vai até 14 de junho em Santo André e até 13 de junho em São Bernardo.

Movimentação no comércio na cidade de Santo André, (SP), no dia 17 de abril, durante pandemia de Covid-19 — Foto: ROBERTO SUNGI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Movimentação no comércio na cidade de Santo André, (SP), no dia 17 de abril, durante pandemia de Covid-19 — Foto: ROBERTO SUNGI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

As guarda civis metropolitanas dos dois municípios devem montar barreiras policiais em pontos estratégicos para fiscalizar e orientar a população.

O estado de São Paulo registrou aumento de casos, novas internações e mortes causadas pela Covid-19 na última semana, em comparação à semana anterior. Os indicadores de saúde apontam para tendência de piora da doença nos próximos dias.

Os dados da última semana epidemiológica, encerrada no sábado (22), mostram crescimento de 8% no número de casos e novas internações, e 5% nas mortes. Embora as variações ainda estejam dentro do intervalo que é considerado de estabilidade por especialistas, esta é a primeira vez desde o dia 17 de abril que os três indicadores apresentam aumento semanal simultaneamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *