Qual o risco de ouvir mensagens no modo acelerado?

A tecnologia tem nos beneficiado e nos surpreendido a cada momento, porém é preciso tomar cuidado com que nos é oferecido. O WhatsApp agora tem a função de ouvir as mensagens no modo rápido, o que isso quer dizer?

Isso quer dizer que cada vez mais estamos disponibilizando menos o nosso tempo ao outro, oferendo e ensinando para nossas crianças e adolescentes que não “percam” tempo ouvindo a mensagem no tempo original.

E quais podem ser as consequências disso?  Uma sociedade cada vez mais ansiosa, egoísta, imediatista, estressada, produtiva e com falta de recursos para desenvolver a empatia. Crianças e jovens estão vivendo em um cenário tecnológico devastador, onde as pessoas não precisam mais se relacionar socialmente, são descartáveis assim como uma folha de papel. Percebo a quantidade de jovens adolescentes que não se importam no que o outro está sentindo, se as palavras que ele falou magoou, sabe por quê? Porque a tecnologia torna as pessoas mais frias. Vamos pensar nas famílias, quantas famílias vive esse modo acelerado? Quantas crianças hoje tentam disputar atenção dos seus pais que não conseguem se desconectar dos seus aparelhos de celular? Os pais desde muito cedo oferecem até mesmo ao bebê um aparelho tecnológico para a criança “dar sossego”, para ficar quieta para comer, o que se espera dessa geração? Podemos esperar uma geração cada vez mais egoísta, o contexto familiar não está promovendo um ambiente de desenvolvimento de habilidades sociais, as crianças infelizmente não estão mais construindo castelos de blocos (tipo monta – monta), as crianças estão construindo mundos paralelos nos jogos de vídeo game, onde de um lado fica uma criança disputando com a outra quem faz melhor, perdendo assim a habilidade de construção em grupo.

Você já parou para observar um grupo de adolescentes? Cada um fica no seu celular, perdeu-se o que tínhamos de mais rico, as relações, os adolescentes e até mesmo as crianças entram em um estado de nervos se cai a internet, se não tem sinal. E o reflexo disso é uma sociedade  imediatismo, a comida que se pede pelo app e precisa chegar logo, a busca pelo site que tem a entrega mais rápida, a vida está no modo rápido as pessoas tem pressa, mais onde você quer chegar?

Vanessa Vigatto,  psicopedagoga e neuropsicopedagoga.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *