Cartões alimentação se tornam alternativa para doação social

Cerca de 1.500 famílias de Santo André e Mauá, no estado de São Paulo, foram beneficiadas

Tendo em vista o prolongamento da pandemia da Covid-19, a Petrobras destinou uma doação de 180 mil cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade, em 10 estados do país. Cerca de 1.500 famílias de Santo André e Mauá, no estado de São Paulo, foram beneficiadas pela ação por meio da parceria com a ONG Projeto Quixote, que escolheu a UP Brasil para auxiliar na aquisição e entrega dos mantimentos às famílias

Ao invés de cestas básicas foram entregues cartões-alimentação no valor de R$ 120,00 a 900 famílias de Mauá e 600 de Santo André, todas cadastradas pelas Prefeituras com base no Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico, com renda per capita de R$ 150 e indicadas pelos CRAS.

De acordo com a executiva de contas da Up Brasil Regional SP, Pamela Godoi, os cartões tornam as doações mais simples e rápidas, uma vez que as famílias não precisam se deslocar com a cesta básica e podem comprar os produtos de sua escolha e próximo às suas residências, fortalecendo o comércio local que também foi impactado pela pandemia. “O cartão alimentação dá o poder de compra para as famílias adquirirem o que elas realmente necessitam”, explica.

Projeto Quixote

O Projeto Quixote é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sem fins lucrativos, que atua há 25 anos na missão de transformar a história de crianças, jovens e famílias em complexas situações de risco, através do atendimento clínico, pedagógico e social integrados, gerando e disseminando conhecimento. Cerca de 300 jovens e adolescentes recebem atendimento clínico e psicológico por mês, além de participarem de oficinas de leitura e escrita, dança, arte e grafite, entre outras.

No ano passado, o Projeto Quixote foi vencedor do Prêmio Criança 2020, organizado pela Fundação Abrinq com parceria da Fundação José Luiz Egydio Setúbal. A 23ª edição do prêmio foi destinada a projetos voltados à promoção da saúde mental das crianças e dos adolescentes. Foram 139 instituições inscritas, 22 selecionadas para entrevistas e sete finalistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *